CONVERSE RUBBER TRACKS vira estúdio pop-up e chega ao festival POP MONTREAL

25 set

Mais uma da CONVERSE! Desta vez, o Rubber Tracks, estúdio da marca, invadiu o festival canadense POP MONTREAL!

>> Já estamos acostumados às lojas pop-up dentro dos festivais. Marcas e artistas acharam uma maneira de chamar a atenção para seus produtos licenciados e raridades, misturando-se ao público de festivais que sempre querem levar uma lembrancinha da sua banda preferida para casa. Jack White já tem a sua desde 2009 e o grupo de rap-bagunça Odd Future seguiu a moda este ano (fãs chegaram a fazer fila para comprar uma camiseta de 160 dólares na lojinha itinerante dos rappers).

>> Entre as marcas, chegamos a citar aqui no blog as lojinhas ‘on-the-road’ da LACOSTE e da KATE SPADE.

>> Mas a CONVERSE, como sempre, conseguiu inovar e levou o seu estúdio RUBBER TRACKS até o Canadá, dentro do festival POP MONTREAL. Por quatro dias, nesse último fim de semana, novos artistas canadenses tiveram a oportunidade de gravar material original nesse estúdio. Gratuitamente, claro, e todos eles ficaram com os direitos autorais dessas gravações. Além disso, o estúdio também serviu como palco para shows de bandas já conceituadas e para entrevistas que foram transmitidas na página da Converse no Facebook.

*Born Ruffians tocando no estúdio da CONVERSE durante o POP MONTREAL

>> LINKS:

>> POSTS RELACIONADOS:

Anúncios

Para mapear o compartilhamento do novo álbum, o THE xx fez parceria com a MICROSOFT

18 set

A banda inglesa THE xx acaba de lançar o seu segundo trabalho, o álbum COEXIST. Para acompanhar como esse álbum iria se espalhar pelo mundo, a banda se uniu à Microsoft para a criação de um site exclusivo para a ação.

A parceria entre a banda e a Microsoft tinha um único objetivo: mapear a força das redes sociais no compartilhamento de músicas. Um link foi enviado a um fã, que espalhou para suas redes e amigos, que compartilharam em suas páginas de Twitter e assim por diante. Aquela velha história, afinal, qual outra vantagem das redes sociais além do compartilhamento daquilo que nos emociona? 

Para criar uma visualização geográfica online desse compartilhamento descontrolado, a Microsoft criou um site com um banco de dados que permite que os fãs ouçam o álbum e compartilhem esse stream como desejarem. Cada movimento de sharing é monitorado e mapeado, criando-se uma curva até a localidade do destinatário. 

>> Palavras da Microsoft:

“Esse era o único lugar para se escutar o álbum antes do lançamento oficial. Essa experiência, que representa graficamente a arte de compartilhamento digital, comprova a paixão do xx em estar sempre superando nossas expectativas”

>>COMO O “COEXIST” FOI SE ESPALHANDO PELO MUNDO:

AMERICAN EXPRESS UNSTAGED: série do AmEx traz show do KILLERS dirigido por… WERNER HERZOG

6 set

Marquem o dia 18 de setembro na agenda. Você vai poder assistir, do sofá, a um show do THE KILLERS dirigido pelo HERZOG

>> O American Express Unstaged é uma série de shows com grandes bandas filmados por diretores renomados. A melhor parte dessa ideia é que esses shows são transmitidos online simultaneamente ao mundo inteiro.

>> Já passaram por essa série de ONZE shows: Arcade Fire com direção do Terry Gilliam, Duran Duran por David Lynch, John Legend por Spike Lee, Coldplay por Anton Corbijn (a primeira apresentação do projeto fora dos EUA) e o sensacional show do Jack White dirigido pelo Gary Oldman, entre outros.

>> ENTENDA O AMEX UNSTAGED:

>> A próxima edição do Amex Unstaged será com a banda The Killers e direção do alemão Werner Herzog! A transmissão dessa união improvável em formato “video concert” está marcada para o dia 18 de setembro, mesmo dia do lançamento do quarto disco da banda, “Battle Born”. A cidade escolhida foi Nova York e o local, Paradise Theater, no Bronx.

>> Em entrevista à revista Rolling Stone, a banda disse que “pode ser que tenha algum animal no meio”, quando perguntados sobre os planos de Herzog. Outros planos envolvem um crowd-surfing filmado do ponto de vista de quem está ‘surfando’ no meio do público e câmeras ligadas no baterista durante toda a performance!

>> Os fãs poderão ver o show do Killers por Herzog pelo YouTube ou pelo canal VEVO. \o/

>> VEJA A APRESENTAÇÃO DO JACK WHITE PARA O AMEX UNSTAGED:

>> LINKS

A campanha “3 Artistas, 1 Música”, da CONVERSE, inventou mais uma: agora quem remixa é o fã!

3 set

>> Não cansamos de falar sobre o projeto “3 artistas, 1 música”, da Converse, que apesar de já estar há um bom tempo no mercado ainda não perdeu a força. Pelo contrário: a cada campanha, a marca tem o cuidado de achar e unir artistas ‘do momento’ com outros já conceituados, envolvendo fãs de estilos e gerações diferentes. Desta vez, a CONVERSE deu mais um passo e resolveu envolver esse consumidor e o fã de música mais diretamente.

A parceria da vez é com a empresa virtual Indaba Music, que funciona como uma plataforma voltada para músicos. O site também permite que músicos produzam e remixem suas músicas usando um console online.  Agora, a CONVERSE e a INDABA MUSIC convidam o fã a remixar a faixa da última campanha, baixando todas as bases no site e deixando a música como bem quiser. O vencedor leva presentes da Converse e $2500 dólares.

Para esta “temporada”, os 3 artistas convidados foram a cantora neozelandesa Kimbra, Mark Foster do grupo Foster The People e o DJ canadense A-Trak, que gravaram a faixa principal “Warrior” no próprio estúdio da marca, o Converse Rubber Tracks. Veja o vídeo da música original, que acabou entrando nas edições especiais do disco de estreia da cantora Kimbra:

>> A Converse e a Indaba também fizeram um concurso chamado Discover: Make It Black, no qual os usuários do site podiam enviar suas versões para os seguintes clássicos: “Blackbird” dos Beatles, “Black Water” do The Doobie Brothers e “Black Horse And The Cherry Tree” do KT Tunstall.

Os três vencedores, um para cada faixa, já foram anunciados e ganharão uma viagem até o estúdio Rubber Tracks. Lá, além do prêmio em dinheiro, eles poderão gravar a música cover inscrita no concurso e uma música de autoria própria. Um EP com essas faixas será distribuído em algumas lojas da Converse pelos EUA. Mais: uma equipe de filmagem vai documentar as gravações do disco para um mini-documentário sobre a campanha.

(*via Brand-e.biz)

>> SAIBA MAIS SOBRE A CAMPANHA:

  • Em 2008, saiu a primeira faixa da campanha: “My Drive Thru”, com Santi White (ex-Santogold), Julian Casablancas (Strokes) e Pharrell Williams.
  • Depois, a faixa “All Summer”, com Rostam Batmanglij (Vampire Weekend), Kid Cudi e Bethany Cosentino (Best Coast).
  • A terceira música do projeto, “I Didn’t Know What Love Was”, teve a participação de Bernard Sumner (Joy Division/New Order), Alexis Taylor & Joe Goddard (Hot Chip) e a dupla Hot City.
  • Em 2011, a marca reuniu Graham Coxon (Blur), Paloma Faith e Bill Ryder-Jones (Coral) no começo do ano, e Matt & Kim, Soulja Boy, e Andrew W.K. no segundo semestre.
  • Este ano, a Converse reuniu a banda Gorillaz com James Murphy e Andre 3000.

HARD ROCK (CAFE) agora é também HARD ROCK RECORDS! O selo funciona como uma “encubadora” de bandas

16 ago

HARD ROCK RECORDS vai focar nas novas bandas ainda sem gravadora. O selo pretende bancar esses artistas por um ano, dando aquela forcinha para turnês e para a gravação do primeiro disco.

>> A marca HARD ROCK é famosa no mundo todo pelo seu café-bar-restaurante HARD ROCK CAFE — e pela memorabilia nas paredes, pelo moletom (hit nos anos 80), a camiseta, a caneca, o boné e pelo o que mais vender lá dentro, com o famoso logo da empresa. No comecinho deste ano, eles deram um passo adiante: lançaram o selo HARD ROCK RECORDS, que vai servir como uma “encubadora” de novas bandas até que elas estejam prontas para enfrentar o mercado sozinhas.  

>> A ideia é “apadrinhar” uma banda por um ano: dar os recursos necessários para a produção e realização do primeiro disco, lançar esses disco, bancar o primeiro vídeo, dar uma van, contratar um ‘agent’ que ficará responsável pelas turnês e só então, encontrar um selo definitivo para esses artistas. O selo fará o possível por essa banda por um ano, mas são as bandas que ficam com todo o dinheiro arrecado nesse período. Depois desses doze meses, a banda está pronta para caminhar sozinha!

>> O Hard Rock Cafe já recebe shows ao vivo há bastante tempo, com casa e agenda lotadas durante o ano todo. Segundo a revista da Billboard, só em 2011, as 174 casas Hard Rock abrigaram mais de 17 mil shows. Apenas em um desses eventos, um batalha de bandas chamada Hard Rock Rising, o HRC chega a reunir, no total, 12 mil participantes. Todos eles acabam virando fortes candidatos a entrarem no selo Hard Rock Records.

>> Os primeiros artistas que entraram para o selo lançarão seus trabalhos de estreia agora em setembro. 

“É um investimento que nos dá a liberdade de não termos que nos preocupar se um artista vende cem mil ou cem cópias. Sucesso é poder realizar o sonho de uma banda que não tem condições de bancar uma turnê e colocar essa banda na estrada. Estamos confiantes de que será uma estratégia de marketing a longo prazo, e que quando essas bandas estiverem excursionando por aí na companhia de outros artistas, eles estejam falando coisas boas sobre a nossa empresa Hard Rock”

— diz James Buell, diretor do selo Hard Rock Records

[ via Hypebot ]

UNIVERSAL MUSIC nas Olimpíadas 2012: a música levou medalha de ouro! =)

9 ago

Onipresença da UNIVERSAL MUSIC marcou a Olimpíada mais musical de todos os tempos!

>> Uma das marcas registradas das Olimpíadas deste ano foi a presença marcante da música. Nunca os jogos foram tão… musicais! Não tem como o público não sair dos estádios com uma música ou outra na cabeça. Mérito da Universal Music UK, que se transformou no canal oficial de música durante as Olimpíadas de 2012.

>> A presença foi agressiva e eficiente: a gravadora sugeriu artistas para as apresentações ao vivo durante os jogos, lançou playlists com milhares de músicas cuidadosamente selecionadas para os jogos, lançou álbuns e faixas oficiais e fez trilhas específicas para todos os  eventos olímpicos (desde a entrega das medalhas à cerimônia de abertura e de encerramento). A Universal também fez uma parceria com outras gravadoras e selos para obter o devido licenciamento de outros artistas.

>> Depoimento de Marc Robinson, diretor da Universal Music do Reino Unido:

“O Comitê Olímpico já tinha uma ideia de como seria a parte musical do evento e de como eles queriam que a música fosse incorporada aos jogos, até pela história da música presente em Londres e em todo o Reino Unido”

“Eles queriam que o elemento chave dos jogos fosse a música. Trabalhamos em duas etapas: a primeira foi ter acesso a todos os artistas, de várias gravadoras. A segunda, foi compilar e produzir a trilha sonora de todos os jogos e fazer da música uma presença marcante durante todo o evento”

(*via Brand-m.biz)

>> Além dos shows durante a cerimônia de abertura, a cidade recebeu shows antes, depois e durante os jogos! Uma playlist com DUAS mil músicas que tem tocado nos estádios. Essas músicas foram divididas em cinco temas, para que fossem apropriadas a todos os esportes.

>> O esforço rendeu: o CD com a trilha da cerimônia de abertura ficou em primeiro lugar na lista de álbuns mais vendidos do iTunes e chegou a vender dez mil cópias só nos dois primeiros dias! Isso também se deve a um excelente trabalho de divulgação nas redes sociais e no site oficial da Universal, que tem na sua home uma página toda dedicada às músicas dos jogos!

>> UMusic OLYMPICS

Intel e MTV apresentam o… THE MUSIC EXPERIMENT

2 ago

MTV Iggy, a plataforma multi-cultural da MTV, fechou uma parceira com a Intel para lançar o The Music Experiment, uma série de shows gratuitos que acontecerão em lugares secretos pelos EUA. Para desvendar as “pistas”, os fãs precisam mobilizar amigos e seguidores no Twitter.

>> Quem compartilha amigo é! Funciona assim: serão quatro shows em quatro cidades americanas. O lineup já foi divulgado e as cidades também, mas não as casas de shows. E é aí que o envolvimento começa: para “desvendar” essas pistas, o fã terá que contar com a ajuda de seus amigos e seguidores no Twitter.

>> Por exemplo, para receber um mapa com a localização exata do “show secreto”, o usuário tem que tuitar a hashtag #musicexperiment. Os fãs tem que fazer com essa hashtag se espalhe pela rede social rapidamente, atingindo um grande número de pessoas. Ao atingir a quantidade de RTs ou menções exigida pelo desafio, mission accomplished! =)

>> Para saber se a meta foi alcançada, o fã pode checar um mapa como o da imagem abaixo, na home do evento. A barrinha de menções na foto, por exemplo, do lado direito, acusa quase 50% do total de menções exigidas usando a hashtag da campanha no Twitter. Quanto mais a #hashtag for usada, mais o mapa se aproxima, até que o zoom 100% revela o local do ‘gig’.

Além do zoom total revelando a casa de shows, o fã consegue liberar todos os “segredos” envolvendo o evento: informações sobre a retirada dos ingressos (grátis!) e até um possível dress code, por exemplo. Vídeos, fotos e relatos dos shows vão circular em todas as plataformas e mídias, de Facebook a Pinterest. O conteúdo será gerado pelas marcas e também pelos fãs, claro.

A MTV encontrou uma ótima maneira de usar uma rede social para prestigiar aquele fã mais dedicado, que não vai medir esforços para ver a banda preferida, engajando todos os seus seguidores para esse fim. Enquanto isso, o nome do projeto circula mundialmente via Twitter, atingindo um público fora dos EUA e incentivando outras parcerias como essa.

Os fãs também podem participar dessa experiência através de um aplicativo da campanha no Facebook. Lá, eles poderão testar seus conhecimentos musicais em quatro categorias diferentes, acumulando pontos. Aqueles que chegarem ao topo de cada categoria receberão prêmios que vão desde uma entrada VIP a um notebook Intel!

A primeira banda dessa série a se apresentar foi a Of Monsters And Men, da Islândia, em um show em Nova York há uma semana. Os outros três shows acontecerão até novembro, com Santigold, The Jezabels e Diplo (com convidados).

>> CLIQUE PARA VER O VIDEO COM A BANDA ‘OF MONSTERS AND MEN’:

“Entretenimento, tendo a música como carro-chefe, é o foco da nossa campanha em 2012. A música é uma ferramenta que fala diretamente com os jovens. Estamos focando em um público que ainda não tínhamos pensando em atingir”

— David Veneski, diretor de mídia da Intel EUA

“Como podemos transformar a conexão que existe entre artistas e fãs nas redes sociais em uma colaboração criativa, reinventando experiências com a música? Esse é o desafio por trás do projeto. A Intel é o nosso elo entre a criatividade e a tecnologia, exatamente onde a música de hoje prospera. Estamos muito empolgados com a parceria para proporcionar essa experiência aos fãs de música”

— Nusrat Durrani, diretor do MTV Iggy e vice-presidente da MTV World.

>>A aposta na música da Intel não fica só nessa parceria com a MTV. A marca também tem projetos com o Pandora (“Inside The Music”, que leva o fã a uma viagem por vários gêneros musicais), com o Spotify (um aplicativo de recomendações) e com o site Pitchfork (Soundplay, uma plataforma que une games e música).

>> LINKS

%d blogueiros gostam disto: