Tag Archives: Dry The River

Experiência de Música Compartilhada: pôster com áudio, cartões postais que cantam e “apps de papel”

12 abr


*amplificando uma ótima ideia

>> Lembram quando a gente falou da ação de divulgação do novo CD da banda DRY THE RIVER? Funcionava assim: a agência FOAM fez um poster diferente para cada música do álbum. Em todos eles, uma latinha pendurada por um barbante. Ao encostar o ouvido nessa latinha, conseguia-se ouvir um áudio do CD!

>> Para quem não se lembra ou não viu o vídeo fofo da campanha, aqui está:

>> Pois essa tecnologia tem tudo para ser a nova aposta de muitos artistas e marcas, além de ser uma opção criativa de adaptação do anúncio impresso ao mundo virtual. Ele traz a interatividade das telas para o papel, e para quem trabalha com música, isso será fundamental. Ou, apenas muito divertido. ;-)

>> Uma ideia de uso para empresas: uma seguradora australiana colocou posters com áudio em vários pontos de ônibus de Sydney (acima). A ideia era promover o novo seguro que inclui também o seguro para o sistema de som dos carros. Os passageiros que estivessem no ponto, esperando pela condução, podiam selecionar uma música ou uma playlist para ouvir. Ok, há um aplicativo para se baixar e um QR code para ativar, mas mesmo assim, está valendo:

>> YAHOO + OK GO:

Ainda em 2010, O Yahoo fez algo parecido ao colocar um cartaz interativo nos pontos de ônibus de São Francisco, no qual os usuários tinham acesso a games tocando na tela. Além de diferentes tipos de jogos e níveis e graus de dificuldade, a pessoa tinha que escolher um bairro. Para envolver o consumidor, a empresa estimulou uma disputa entre bairros e o vencedor… TCHANAAAAM … ganhava um show exclusivo da banda OK GO na vizinhança!

(* dica da FRUKT)

>> O APLICATIVO DE PAPEL:

>> Durante o SxSW deste ano, o conceito de poster com áudio ou poster interativo foi amplamente usado. Através dos “LISTENING POSTS”, o fã podia ouvir um trecho da música de determinada banda clicando nas imagens no próprio cartaz do festival!

>> MELHOR AINDA: caso gostasse, ele poderia comprar ingresso para o show através do próprio poster!!! O “LISTENING POST” foi desenvolvido pela agência UNIFORM, de Liverpool. Essa mesma agência desenvolveu cartões postais com áudio, com um sistema parecido, a chamada “tecnologia impressa”: bastava você inserir o cartão pelas máquinas espalhadas pelo festival para ouvir o áudio da banda sendo divulgada:

>> Olha o “cartão postal” da LANA DEL REY, por exemplo:

>> Para entender melhor, dá uma olhada no vídeo abaixo. Incrível! Sim ou com certeza? ;o)

Paper Apps from Uniform on Vimeo.

>> LINKS:

iPad, Kinect, Google e 3D na música! Com of Montreal, Dry The River e Art Decade.

19 mar

Três bandas mostram que quando o assunto é divulgação, dá para ir muito além dos (auto)posts nas redes sociais. É também para isso que existem os apps, iPads, Kinects, o 3D e até… latinhas de alumínio!

*amplificando uma ótima ideia

>> Quanto mais inusitado melhor. Além de chamar a atenção de fãs e não-fãs, campanhas criativas, quando bem fundamentadas, circulam pelos blogs e redes sociais espontaneamente e automaticamente. Essas campanhas envolvem positivamente artista com o público e despertam o interesse de quem ainda não conhecia o seu trabalho. Alguns exemplos de grupos que conseguiram tudo isso, unindo arte com tecnologia.

>> ART DECADE:

>> A banda americana de rock progressivo Art Decade fez uma animação linda para o lançamento do single “Western Sunrise”. O vídeo foi feito usando um iPad e um aplicativo para pintura e desenho, o Procreate, que permite personalização de pincéis e ajuste de texturas, perfeito para ilustrações profissionais. Nos vídeos abaixo, você pode ver o making of e o resultado final (direção de Whitney Alexander e animações de Kipp Jarden) :

>> OF MONTREAL:

>> Já o of Montreal, tem usado em suas apresentações projeções via Kinect (XBox 360) juntamente com uma ferramenta do Google para visualização em 3D. A campanha aqui é para a divulgação do single “Dour Percentage”, do álbum Paralytic Stalks. Os efeitos foram criados pelo designer Nick Gould em parceria com o vocalista Kevin Barnes. Segundo o site Hypebot, os movimentos dos músicos no palco foram transformados em códigos, usando o Kinect. Esses dados foram então, projetados em 13 telas. Para o design do palco, Gould usou o SketchUp, software para a criação de modelos em 3D no computador. Não achamos vídeos (com boa qualidade) dessas apresentações ao vivo, mas dá para você ter uma ideia pela foto e clicando aqui!

>> DRY THE RIVER:

>> A campanha de divulgação mais criativa, na nossa opinião, foi a do Dry The River. A banda inglesa dominou as ruas de Londres com pôsteres so-no-ros! A série traz um animal por pôster, feito de barbante, representando cada uma das músicas do álbum “Shallow Bed”. Penduradas nos pedacinho de barbante de cada ponta do desenho, duas latinhas. Daquelas velhas mesmo, para brincar de telefone antigo, lembram? Pois as latinhas fazem o papel de fones de ouvido, permitindo aos pedestres que ouçam as músicas do disco! =)

>> No ano passado, o Dry The River já havia inovado ao pregar cavalos em 3D pelas paredes de Londres (projeto em parceria com a mesma agência deste ano, a FOAM). Olha que ideia incrível:

(post via Hypebot)

>> LINKS:

%d blogueiros gostam disto: