Tag Archives: Twitter

SxSW: as marcas e campanhas que se destacaram durante o festival

22 mar

* O festival SxSW, que acontece anualmente em Austin, no Texas, já foi tema aqui no blog pela quantidade de dinheiro, buzz e tendências que ele gera. Em todas as frentes: tecnologia, música, meio-ambiente, cinema…

* A cada ano, as bandas se multiplicam, vindas de todos os cantos do mundo. O mesmo acontece com palestrantes e o público. A impressão que dá é que Austin está ficando pequena para um festival deste tamanho. Só impressão, claro: o clima  “independente” ainda está em todas os botecos, estacionamentos e lajes que recebem tanto bandas disputadas como as (ainda) desconhecidas.

* A parte “independente”, diga-se de passagem, também fica só no charme. Se depender do marketing, o festival está cada vez mais “mainstream”. Este ano, o SxSW bateu recorde de patrocínios e de presença de marcas no festival. Não estamos falando somente de patrocínio, mas de ações com envolvimento do público. O retorno para as marcas envolvidas — e para o evento — é garantido e vem em tempo real: bandas e ações publicitárias disputaram espaço lado a lado nos posts de fãs nas redes sociais.

* O excelente infográfico abaixo, publicado pelo site brand-m.biz, dá uma ideia de como funciona, na prática, a relação banda-marca-fã em um festival como esse. E também, como essa relação é vista nas mídias sociais.

>> De todas as redes sociais, o Twitter foi disparadamente a mais usada. Ele está representado por aquela “montanha” amarela ofuscando o Facebook e todas as outras. Foram quase 1 milhão e 320 mil menções ao SxSW nas redes sociais, sendo que o Twitter contabilizou, sozinho, um milhão delas. o.O

>> Das festas mais comentadas, a da AMERICAN EXPRESS (com show fechado do Jay-Z) foi a campeã no Twitter, com mais de DOZE MIL menções, contra 2.411 menções à festa da SAMSUNG, patrocinada pelo próprio Twitter!

>> Um dado interessante divulgado pela agência Tracx é que houve 71.462 citações ao SxSW de pessoas que não foram ao festival, mas que disseram, no Twitter, que “gostariam de estar lá”.

>> As campanhas mais bem sucedidas durante o festival:

* AMERICAN EXPRESS: ofereceu ingressos gratuitos aos que sincronizassem o cartão de crédito com a conta do Twitter. A ação promove a campanha “Sync, Tweet and Save” (algo como “Sincronize, Tuíte e Economize”), que lança a plataforma na qual  ao sincronizar seus cartões AmEx com a rede social, os clientes passam a receber ofertas exclusivas via Twitter. Além disso, aqueles que tuitassem a hashtag #jayzsyncshow poderiam requisitar músicas ao rapper.

* SAMSUNG #FEED: um painel gigantesco no lounge da marca agregava, em tempo real, todas as menções e posts sobre o festival. Além disso, uma exposição interativa destacava todos os parceiros do Twitter e da Samsung no SxSW. Essas instalações digitais transformavam conteúdo e dados sobre o evento em arte. O objetivo era destacar as marcas parceiras e o papel importante que o Twitter desempenha ao conectar pessoas com marcas, tecnologia e arte.

* HOMELESS HOTSPOTS: talvez a mais comentada FORA das redes sociais, pela ideia inusitada (polêmica?). A Homeless Hotspots, ou, em tradução livre, “moradores de rua wi-fi”, é uma iniciativa criada pela BBH New York que visa “modernizar o Street Newspaper” (jornal vendido por mendigos), transformando os moradores de rua em pontos de internet. Não é piada: o projeto foi testado durante o festival, onde os mendigos circularam pelos lounges com camisetas que continham a mensagem “Eu sou um hotspot 4G”. O preço sugerido pelo uso do morador-de-rua-wi-fi era de US$ 2 por 15 minutos de acesso. O dinheiro ia diretamente para eles. o_O (*cara de espanto)

* NOKIA: com a campanha via hashtag #ijustplantedatree no Twitter, a Nokia terá que plantar mais de 44 mil árvores! A empresa selecionou 50 perfis influentes no Twitter e pediu que essas pessoas espalhassem a hashtag acima. Para cada tweet dessas 50 pessoas com o #ijustplantedatree, a Nokia se comprometeria a plantar 5 árvores. No entanto, a campanha se espalhou tão rapidamente que, durante a ação, a empresa comunicou que plantaria uma árvore a cada novo perfil que divulgasse a hashtag. A campanha visa reflorestar uma região do Texas atingida por um incêndio que chegou a destruir uma área de 1,6 milhão de hectares.

(*O infográfico usado neste post foi criado pela agência Tracx)

>> POSTS RELACIONADOS:

Anúncios

Milhões de seguidores no Twitter = milhões de discos vendidos? Pergunte para a Adele.

12 jul

O site Digital Music News resolveu comparar a quantidade de seguidores de alguns artistas no Twitter com a quantidade de álbuns que os mesmos venderam. O resultado foi… curioso.

“Mandam os artistas ‘tuitarem’ o tempo todo! E tuitar e tuitar… tudo para ficarem conectados com os fãs e continuarem relevantes. Mas esse é mesmo o melhor conselho quando se trata da divulgação de um álbum? A resposta é: não para todos os artistas! Especialmente para aqueles que desejam conquistar um público menos mainstream e mais interessado na música propriamente dita.”

O parágrafo acima abre a matéria do Digital Music News. Para comprovar a ideia, eles compararam a lista dos álbuns mais vendidos do ano até agora com os artistas com mais seguidores no twitter. Veja:

Lady Gaga e Katy Perry, com seus milhões de seguidores, não ostentaram a mesma posição que possuem no ranking do twitter. Gaga é a numero 1 em seguidores e Perry, a quarta. Já na venda de discos, Gaga ficou em segundo e Perry, em décimo! E o que dizer sobre a Adele: 69 no ranking de seguidores, mas número 1 em vendas? E a banda Mumford & Sons, que nem ao menos tem uma conta no twitter, ocupando o terceiro lugar de vendas? 

Ok, uma conta no twitter não faz milagres. Mas nós da Palco07 discordamos do fator “tuitar não leva a nada”. Os artistas não precisam tuitar menos e sim, interagir mais! Não importa se essa interação vier do Facebook, do site, do blog, do app ou do twitter. Mas usar qualquer uma dessas ferramentas apenas para tentar vender música, realmente não serve para nada.

Artistas como Adele e Mumford & Sons podem não ter muitos seguidores (nenhum, no caso do Sons), mas seus fãs geram buzz espontaneamente, retuitanto e divulgando seus ídolos por conta própria e sem esperar nada em troca. Reconhecer esse tipo de fã e dialogar com ele pode ser a alma do negócio para artistas que estão longe do mainstream.

>> PARA LER MAIS:

>> POST RELACIONADO:

Volkswagen & o prazer em dirigir

18 jun

A Volkswagen pergunta na nova campanha do GOLF: “o que aconteceu com aquela voltinha do domingo?”

Na campanha canadense da Volkswagen, a intenção é fazer com que os consumidores se lembrem do vínculo emocional que existia entre o motorista e o ato de dirigir. Nada de trânsito pesado, stress de engarrafamento, dirigir do trabalho pra casa e vice-versa, dirigir de A só porque tem que se chegar a B e nada mais.

Quando foi a última vez que você dirigiu só por diversão? Que pegou a estrada só para dar uma volta com o som bem alto, cantando com a janela aberta?

Para ilustrar essa idéia e promover o novo GOLF, a marca criou uma campanha digital chamada “Remix Road”, que permite que os visitantes compartilhem suas “voltinhas de domingo”. No site, os usuários poderão remixar vídeos e músicas antigas, além de dividirem seus próprios vídeos e músicas de passeio via Facebook e Twitter!

Ao acessar a página, você encontrará uma pequena “picape” (abaixo) para interagir com a campanha musicalmente. Esse vinilzinho com o logo da VW, à esquerda, pode ser movimentado com o mouse para fazer um “scratch” e todos os botõezinhos têm um efeito diferente!

>> Para experimentar:

VOLKSWAGEN – CANADÁ

%d blogueiros gostam disto: